Páginas

Pesquisar neste Blog

18 de jan de 2014

BBC - Churches - How to Read Them - 2010


Igrejas - Como Interpretá-las

O escritor Richard Taylor analisa como as imagens, símbolos e arquitetura das igrejas britânicas inspiraram, comoveram e arrebataram o povo ao longo dos séculos. Série em 6 episódios. 

Dados do Arquivo:

Tamanho: ~ 335,00 MB / episódio
Formato: mkv
Idioma do Audio: Inglês
Legenda: Português
Qualidade do Vídeo: DVDrip  
Resolução: 832 x 468
Tempo de Duração: ~ 29 min  
Vídeo Codec:  MPEG-2 Codec   
Áudio Codec: MPEG-1 Layer 3 (MP3) 
Servidor: MEGA


Episódio 1 - Dark Beginnings (Começos Sombrios)

Richard Taylor mostra como as igrejas foram criadas para proporcionar ao povo medieval um meio de escapar da morte, com as suas cenas de julgamento, túmulos e representações gráficas da crucificação. Ele explica por que cenas de sofrimento na cruz tornaram-se tão importantes e por que os instrumentos usados na perseguição a Jesus eram retratados em janelas, pisos e paredes. Taylor explica como a obsessão medieval pelo purgatório transformou as igrejas com a construção de chantrias.

Download:
Legenda:

Episódio 2 - Medieval Life (Vida Medieval)

Richard Taylor descobre provas que revelam como e por que as igrejas paroquiais desempenhavam papel tão crucial na vida cotidiana da Idade Média. Ele analisa como murais e imagens intricadas eram usados para ensinar lições morais e como esculturas de anjos, em igrejas como Blythburgh, eram usadas para criar o Céu na Terra. Ele descobre como rituais como o batismo e o esquecido ritual conhecido como "glorificação das mulheres" ofereciam as pessoas proteção, do berço ao túmulo.

Download:

O apresentador Richard Taylor explica como as igrejas eram construções simples, originalmente criadas para proteger o altar e o mais importante dos ritos cristãos, a eucaristia. Ele visita as primeiras igrejas medievais para desvendar o mistério de o porquê os anglo-saxões e normandos pareciam relutar em largar seu passado pré-cristão e continuaram a ornar suas construções religiosas com misteriosas imagens pagãs. Um antigo livro em Oxford ajuda Richard a encontrar uma resposta.

Download:

Com a ajuda da historiadora de arte, Irmã Wendy Beckett, e vitrais, Richard Taylor tenta compreender a intensa devoção medieval à Virgem Maria e como isso fomentou a ira da Reforma que se seguiu. Richard interpreta uma igreja e explica que não foi Henrique VIII mas seu sucessor, Eduardo VI, o responsável pelas maiores mudanças na Reforma. Ele também mostra como o Livro de Oração Comum e a tradução da Bíblia para o inglês transformaram a forma de adoração dos ingleses e a aparência de suas igrejas.

Download:

A vida na igreja do século XVIII geralmente é considerada monótona, mas Richard Taylor descobre que as igrejas na era do Iluminismo refletiam o ímpeto intelectual, o vigor e o potencial conflito de uma época turbulenta. Ele mostra como símbolos na igreja paroquial cotidiana revelam a identificação cada vez mais próxima entre Igreja e Estado.

Download:

Richard Taylor descobre como, durante a revolução industrial, as imagens e ritos medievais regressaram aos locais vitorianos de adoração e mergulharam a Igreja Anglicana em conflito. Richard analisa a polêmica em torno do Movimento de Oxford e explora suas belas igrejas. Ele vê como o impacto da guerra no século XX está refletido nas imagens de nossas igrejas e como a I Guerra Mundial trouxe de volta outra prática medieval, a celebração dos mortos.

Download:
Há links quebrados, danificados ou fora do ar?? Ajudeeee, nos informe, que corrigiremos o problema o mais rápido possível, clique AQUI e me mande um recado no orkut ou deixe um comentário falando de quais links estão indisponíveis!!!

PIRATARIA É CRIME!!! NÃO COMERCIALIZE DE NENHUMA MANEIRA(COMPRA, VENDA OU TROCA) OS ARQUIVOS BAIXADOS AKI. ELES SÃO APENAS PARA DEGUSTAÇÃO PESSOAL CASO O USUÁRIO QUEIRA TESTÁ-LOS ANTES DE COMPRAR A OBRA COMPLETA/ORIGINAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui

Aclerton Pinheiro. Tema Janela de imagem. Tecnologia do Blogger.

Colaboradores